Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog da Dy

Sou uma apaixonada pela vida, pela escrita, pela comunicação, pela educação!! Apaixonada por tudo o que me faz sentir viva e feliz! Apaixonada por ti! Neste blogue quero partilhar experiências, desejos, vontades...

Sou uma apaixonada pela vida, pela escrita, pela comunicação, pela educação!! Apaixonada por tudo o que me faz sentir viva e feliz! Apaixonada por ti! Neste blogue quero partilhar experiências, desejos, vontades...

Blog da Dy

27
Jun17

Bom Bocado da idade da pedra?

Dy

Tenho partilhado ideias e sugestões da dieta paleolítica, não consumo apenas produtos descritos nesta dieta, ou melhor, neste estilo de vida, mas gosto de pesquisar sobre o assunto e utilizar alguns truques que tornam os alimentos o mais próximo possível do seu estado natural. Basicamente uma alimentação semelhante àquela que era adotada pelo Homem do Paleolítica, baseada em carnes, peixe, ovos, legumes e sementes.

A grande diferença é que este estilo de vida opta por farinhas como a de amêndoa, coco, mandioca, etc em substituto ao trigo e outros cereais com glúten tornando os alimentos mais leves.

Hoje partilho a receita de um bolo que gosto muito-O Bom Bocado- mas na versão paleo que retirei do site " Temperos da argas paleo"

18575176_1517265498305384_71132750_o

Para 10-12 pastéis:

Base:

180 g amêndoa moída

200 g polvilho doce (FARINHA DE MANDIOCA)

1 colher de sobremesa de bicarbonato de sódio

50 g mel de rosmaninho

2 cs linhaça dourada moída (ou 2 ovos de galinhas e tamanho médio)

3 cs azeite

  1. Começar por fazer os ovos de linhaça: colocar numa taça a linhaça com 6 colheres de sopa de água e esperar 2 minutos. Ignorar este passo se utilizarem ovos de galinha.
  2. Colocar todos os ingredientes no robot ou liquidificadora, incluindo os ovos (de linhaça ou galinha) , com a lâmina de cortar e programar 30 segundos na velocidade 8. Findo esse tempo, verificar se a massa necessita de maior quantidade de líquido para ligar, se for o caso adicionar um pouco de leite de coco, e programar mais 30 segundos.  Deixar repousar no frigorífico por meia hora.
  3. Esticar sobre 2 folhas de papel vegetal, untar as formas com um pouco de azeite ou outra gordura a gosto e colocar a massa.

Recheio:

70 g de mel
125 g de água
250 g de leite ou bebida vegetal ao vosso gosto*
50 g de polvilho doce
3 gemas (tamanho médio)
1 pau de canela
1 casca de limão

Preparação:

1. Juntar todos os ingredientes (excepto a canela e a cascas de limão) no na taça do robot de cozinha e misturar 40 seg, vel 8 com o batedor ou manualmente com uma batedeira.
2. Adicionar o pau de canela e a casca de limão e programar 18 min, 90ºc, vel 4. (ou deixar levantar ferfura no fogão)
3. Entretanto, pré-aquecer o forno a 190º. Quando o recheio estiver pronto deitar na forma com a massa e levar ao forno cerca de 15 minutos (ou até estar tostado a gosto).

 

*Podem usar leite de amêndoa, de coco ou de aveia (estes foram todos testados) ou até um leite de vaca gordo de animais de pasto

**Se não tiverem um robot de cozinha podem cozinhar num tacho em lume brando durante igual período.

 

Fonte :https://temperosdaargaspaleo.wordpress.com/2017/05/18/pasteis-bom-bocado-paleo-sem-gluten-sem-refinados/