Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog da Dy

Sou uma apaixonada pela vida, pela escrita, pela comunicação, pela educação!! Apaixonada por tudo o que me faz sentir viva e feliz! Apaixonada por ti! Neste blogue quero partilhar experiências, desejos, vontades...

Sou uma apaixonada pela vida, pela escrita, pela comunicação, pela educação!! Apaixonada por tudo o que me faz sentir viva e feliz! Apaixonada por ti! Neste blogue quero partilhar experiências, desejos, vontades...

Blog da Dy

18
Jul17

Quando a falta de exposição solar gera problemas...

Dy

O dia está nublado e já sinto a falta do sol....por isso, hoje, escrevo sobre a sua importância!

Por que motivo é que nos países onde não há sol existem os maiores índices de depressão? Porque é que a luz solar nos deixa com um ar saudável e bem dispostos....pois é....este facto tem nome- começa e acaba numa só letra...D!

É frequente ouvir alertas acerca da exposição excessiva ao sol, da necessidade de uma atenção redobrada na exposição aos raios uv..etc etc...o que não é frequente é ouvirmos esses mesmos alertas sobre a necessidade da vitamina D obtida com a exposição à luz solar (com moderação claro!) Além de efeitos nocivos para a saúde a falta desta vitamina leva a quadros de depressão e tristeza...

Muitas vezes sentimos um cansaço que não percebemos ou dores musculares e este pode ser o motivo. A Vitamina D favorece a absorção do cálcio no intestino, fortalece os ossos e os dentes,evita diversas doenças como raquitismo, osteoporose, problemas cardíacos e oncológicos bem como diabetes e hipertensão.

Resultado de imagem para vitamina D

Como identificar se o nosso organismo carece desta vitamina? A carência da vitamina D pode manifestar-se por: Dores nas costas, osso e músculos, perda de cabelo, cansaço e depressão. Felizmente, aumentar os níveis de vitamina D no seu corpo é extremamente fácil!

Podemos atenuar o problema recorrendo a várias fontes, a mais fácil e económia- luz solar-  15 a 20 minutos diários de luz solar, sem protetores, é o suficiente.

Consumo de alimentos como:carnes, peixes e frutos do mar, como salmão, sardinha e mariscos, ovo, leite, fígado, queijos e cogumelos.

Uma outra alternativa são os suplementos alimentares, neste caso feito com indicação médica.

Mais motivos para aproveitar o que o nosso país tem de melhor? As praias e o clima ameno essencialmente sentido no litoral, sem desfazer as praias fluviais do interior com aquele verde todo magnifico :)

 

 

(fonte: site perfeito:https://perfeito.guru/rslas-aulas-vitamina-d-descubra-o-que-ela-faz-e-o-que-falta-dela-gera/?utm_source=perfeito&utm_medium=rpost&utm_campaign=ek)

06
Abr17

Petiscos de Verão! Tasca fit?

Dy

Sol+Bom tempo+amigos+ jantaradas+ petiscos+ gordura= "Lá se vai a dieta"

Pois é...o sol leva-nos a outro lado, aquele nosso lado social, aquele lado bem disposto que a vitamina D ajuda a conseguir em dias quentes e luminosos. Normalmente a chegada do bom tempo é sinónimo de petiscos e jantaradas e por vezes " lá se vai a dieta" com este ou aquele petisco mais calórico. Pois é!!O nosso mundo está pensado para nós, os planetas alinham-se e de repente...temos uma tasca fit em Lisboa, é isso mesmo "UMA TASCA FIT". 

Abriu em Lisboa mais concretamente perto do Jardim do Arco do Cego e serve tapiocas, claras mexidas, saladas, açaí, panquecas proteicas, Fitoques (os bitoques da casa), mas também pica pau e azeitonas. Petiscos típicos mas com calorias reduzidas, não é um sonho?!:)

A nova tasca de Lisboa tem  mesas de madeira, cachecóis de futebol e copos de vinho a 60 cêntimos. O novo restaurante saudável do Saldanha tem sugestões do pequeno-almoço ao jantar e fica mesmo ao lado de um ginásio.

André Borralho, o dono do restaurante começou este novo estilo de vida depois de ter perdido a forma física, como revela à revista Nit “Perdi muita forma física, tornei-me um falso magro e fiquei a pesar mais de 100 quilos. Inicialmente André criou um blog onde partilhava receitas saudáveis o  Fitrients, daí até abrir o seu próprio restaurante não tardou.

A Tasca Fit tem 150 metros quadrados, capacidade para 60 pessoas e uma carta cheia de opções. De manhã, o melhor é pedir um menu bom dia, com panqueca, sumo do dia e café (5€), umas claras mexidas (sim, sem a gema) ou um iogurte grego com sementes (desde 4,50€).

 

,

podem consultar o artigo completo em : https://nit.pt/buzzfood/restaurantes/tasca-fit-comida-saudavel-saldanha

21
Mar17

Dicas para perder gordura abdominal!

Dy

Os dias ensolarados começam a surgir e a preocupação com o corpo aumenta. Começamos a reparar nas pequenas gorduras que se acumularam, ao longo do ano, mas que parece que agora apareceram todas de uma vez. Há efetivamente um conforto e comodidade ao longo do ano (para muitas pessoas incluindo eu :)) e depois com a chegada do calor recorre-se a planos S.O.S, dietas milagrosas (que ou não resultam ou apenas duram uns dias e depois engordamos o triplo), enfim...milagres não existem e por este motivo tenho mudado a minha alimentação deixando de lado os planos S.O.S e recorrendo a boas práticas alimentares e um estilo de vida saudável.

Contudo há alturas em que, mesmo reduzindo as calorias aqui ou ali, mesmo ingerindo mais legumes, sinto o meu metabolismo estagnado e acumulo uns kilinhos...hoje enquanto lia as "frescas do dia", deparei-me com um artigo no blog da Teresa Guilherme, onde constavam 10 dicas para perder gordura abdominal...ora cá vão elas..

 

1- Procure deitar-se sempre à mesma hora e sempre antes da meia-noite.

 

Quando desregulamos o sono, predispomos o nosso sistema para ficar resistente à insulina, o que nos permite engordar. Também vemos as nossas hormonas de stress aumentadas se dormirmos mal. Estas hormonas aumentam o risco de armazenar gordura na zona da barriga. Se tem o hábito de se deitar muito tarde, comece gradualmente a deitar-se mais cedo. Dormir bem ajuda, e muito, a perder gordura abdominal.

 

2- Suprima o excesso de açúcar da alimentação

Evite refrigerantes, bolachas (mesmo as integrais ou diet), pastelaria doce ou salgada porque estes alimentos desregulam o metabolismo dos hidratos de carbono, provocando resistência à insulina. A resistência à insulina induz maior produção desta hormona pelo pâncreas, e é uma hormona de facilitação do armazenamento de gordura.Suprima o excesso de açúcar para perder gordura abdominal

3- Evite alimentos inflamatórios

Refiro-me aos derivados de cereais com glúten, como o trigo. Isto implica reduzir ou abolir o pão normal, as bolachas, a pastelaria…Cortar com eles ajuda e muito a perder gordura abdominal. No fundo, são muitos dos mesmos alimentos que contêm muitos hidratos de carbono e que também desregulam o metabolismo da insulina. O glúten altera negativamente a permeabilidade do intestino e por isso piora a nossa imunidade. Muitas pessoas, incluindo crianças, são hipersensíveis ao glúten e consomem-no continuadamente por falta de conhecimento dos sinais e sintomas que justificam a sua suspensão, mesmo não sendo doentes celíacas. O consumo continuado desta proteína aumenta a ocorrência de inflamação e desregulação imunitária. Existem outros, claro, como o açúcar, o álcool, a caseína, proteína presente nos lacticínios, que não devem fazer parte de uma alimentação diária. Se forem consumidos, que seja pontualmente.

 

4- Acrescente alimentos ricos em proteína e gordura saudável.

A proteína e a gordura que naturalmente existem no peixe selvagem, nos ovos de galinhas de solo e nas carnes de pasto, por exemplo, são altamente benéficas para a saúde humana, regulando a nossa saciedade e permitindo usar gordura como combustível. Para além destes alimentos, existem ainda outros, ricos em gordura saudável, que são bastante vantajosos: abacate e coco, por exemplo, tal como oleaginosas em pequena quantidade (castanhas do Pará, amêndoas, cajus, etc.)Alimentos ricos em proteína e gordura saudável ajudam a perder gordura abdominal

 

5- Acrescente alimentos anti-inflamatórios.

Para além dos famosos açafrão, gengibre e casca de limão, eu reforçaria os vegetais da família das brássicas, que incluem brócolos, rúcula, agrião, etc. Estes vegetais fazem parte da nossa cultura gastronómica, especialmente as couves, o agrião e as nabiças. Devemos escolher aqueles que não nos provocam inchaço abdominal.

 

6- Beba água pura

A água é absolutamente essencial para muitas funções metabólicas e, se quer perder a barriga, precisa que o seu metabolismo funcione em pleno. Além da água, beba também infusões anti-inflamatórias ao longo do dia, diminuindo a quantidade à medida que o dia passa para não perturbar o sono noturno com idas à casa de banho. As infusões com raiz de curcuma, gengibre e limão são excelentes opções.

 

7- Pratique exercícios regulares

O exercício físico ajuda perder gordura abdominal, todos sabemos. Escolha o tipo de exercício que mais lhe agrada e pratique de forma regular. Não precisa de ser exaustiva. Os exercícios respiratórios, por exemplo, ajudam a trabalhar os músculos abdominais de forma segura para a maior parte das pessoas, além de diminuírem os níveis de stress. O recurso a um bom profissional do exercício, que o auxilie na escolha dos exercícios, é o ideal.

 

8- Aprenda a controlar o stress no dia-a-dia

Estar em constante stress é altamente prejudicial para o organismo em geral, e em particular para a acumulação de gordura na zona abdominal, conforme atestam diversos estudos. É importante encontrar as suas próprias ferramentas para reduzir e controlar os níveis de stress, como os simples exercícios respiratórios ou a meditação.

 

9- Estabeleça ou reorganize as suas prioridades

Coloque a saúde e as boas relações humanas em primeiro lugar nas suas prioridades, e esta atitude consciente vai ajudar à tomada de boas decisões que afetam a sua qualidade de vida, saúde e boa forma.

 

10- Apanhe sol

O sol ajuda a perder gordura abdominal. Todos conhecemos os perigos do sol em excesso, mas o sol é fundamental para produzir vitamina D, essencial para diversas funções do organismo. Bastam 15 minutos por dia sem protetor solar. A vitamina D vitamina é antidepressiva, anti-inflamatória, anti-osteoporótica, anti-cancerígena, para além de anti-raquítica (dada aos bebés, à nascença, para prevenir raquitismo). Se não pode expor-se ao sol, tome um suplemento após consultar o seu médico e fazer a respetiva análise que lhe permite apurar os níveis de vitamina D no seu organismo

 

Este último é muitas vezes esquecido e é tão importante. Afinal o sol é o principal responsável pela produção de vitamina D, que além dos beneficios para a saúde física, ajuda bastante no nosso bem-estar interior e aumenta a nossa energia e auto-estima!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D